Cinco mil pessoas comparecem ao velório de Jefferson Péres

Enterro do senador está marcado para às 16 horas deste sábado; líder do PDT sofreu enfarte fulminante na 6.ª

André Alves, especial para O Estado,

24 de maio de 2008 | 12h16

Os dois livros que registram a presença de visitantes no velório do senador Jefferson Péres (PDT), contabilizavam, até ao meio dia deste sábado, 24, a passagem de cinco mil pessoas pelo Palácio Rio Negro, no Centro de Manaus, onde o parlamentar está sendo velado. O caixão de Péres está envolto às bandeiras do Brasil e do PDT. Às 10h30, horário de Manaus (11h30 horário de Brasília) uma comitiva com 13 senadores chegou ao Centro Cultural Palácio Rio Negro. Entres eles estão o presidente do Senado, Garibaldi Alves (PMDB, Pedro Simon (PMDB), João Pedro (PT) e Patrícia de Sabóia (PDT).   Veja também: Imagens da trajetória do senador Ética foi uma de suas principais bandeiras Senador Jefferson Péres morre aos 76 anos  Leia depoimentos sobre o senador Péres No último discurso, Péres rebateu 'NYT' sobre Amazônia Péres foi defensor 'intransigente da democracia', diz Lula    Líder do PDT no senado, Jefferson Péres (PDT) passou mal na sexta-feira, por volta das 6h e logo depois morreu após sofrer um enfarte fulminante em sua casa, em Manaus. Estava acompanhado pela mulher e dois dos três filhos. O terceiro filho do parlamentar estava nos Estados Unidos. Sua vaga no Senado Federal será ocupada pelo primeiro suplente, Jefferson Praia (PDT).   O senador Eduardo Suplicy (PT) não esperou pela comitiva e está em Manaus desde a manhã deste sábado. A ex-senadora Heloísa Helena (PSOL), amiga de Péres, está em Manaus desde a tarde de sexta-feira. O vice-presidente da República, José Alencar, chega meia hora antes do sepultamento de Péres.   O enterro do parlamentar está marcado para às 16h deste sábado no cemitério São João Batista, na Zona Centro-Sul de Manaus. Todos os parlamentares presentes ao velório citam a morte de Péres como uma "perda irreparável."   "Era um senador combativo, intransigente no trato da coisa pública, um senador que trabalhou em defesa da Amazônia, o senador do "Petróleo é Nosso", alguém que, apesar da aparência cisuda, fechada, era um grande coração", disse Carlos Lupi, ministro do Trabalho, que também foi ao velório.   "Ele sempre será um exemplo para todos aqueles que atuam no serviço público", disse Eduardo Suplicy. "Perdi um amigo", afirmou Garibaldi Alves, presidente do Senado.   Na sexta o presidente Luiz Inácio Lula da Silva decretou luto oficial no País por três por causa da morte de Jefferson Péres. O vice-presidente José Alencar representará Lula no sepultamento.   (Com Agência Estado)

Tudo o que sabemos sobre:
Jefferson Péres

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.