Cinco engenheiros da Fepasa são condenados

A Justiça condenou cinco engenheiros da antiga Ferrovias Paulistas S.A. (Fepasa) a reporem ao patrimônio público valor do contrato com a Transmarangão Construtora para reparação e manutenção de aterro no trecho Nova Itapeva-Pinhalzinho, interior do Estado.O negócio, fechado em novembro de 1990 (governo Quércia), teria causado prejuízo equivalente a US$ 1,2 milhão. A licitação foi dispensada por ?situação de emergência?. O juiz Régis Rodrigues Bonvicino, da 3ª Vara da Fazenda, concluiu que houve superfaturamento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.