Cientista vira ´robô´. Ligado a um computador

Kevin Warwick, um professor britânico de cibernética, está prestes a alcançar uma façanha histórica para a ciência: ter transmitidas as sensações de seu corpo para um computador. Com isso, o cientista espera ajudar pacientes tetraplégicos - como o ator Christopher Reeve, o "Super-Homem" do cinema. "Estou animado com a possibilidade de dar um passo até o futuro. E isto poderá mudar o mundo", garante. A experiência, que custou US$ 700 mil e só havia sido feita antes com animais, já teve sua primeira fase concluída: o implante no braço de Warwick de um microchip de 3 mm2 que depois foi conectado a seus nervos. Leia mais no JT

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.