Cientista político analisa derrota governista

Para o cientista político Fernando Abrucio, a derrota de ontem no Senado mostra, em primeiro lugar, um fracasso na coordenação política do governo. Para ele, também colaborou a proximidade das eleições municipais, quando os senadores serão cobrados por seus votos. "O governo perdeu, vai ter de revisar seu processo de coordenação política, mas também o debate público perdeu", disse ele, em entrevista ao Jornal da Cultura, da TV Cultura. Acentuou que todo mundo defende um aumento no salário mínimo, mas a questão é como pagá-lo. Por isso, o debate sobre o assunto é sempre recheado de demagogia. De qualquer forma, Abrucio lembrou que, na prática, o salário de 275 reais aprovado no Senado dificilmente entrará em vigor nos próximos 90 dias, já que deverá ser submetido a outra votação na Câmara.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.