Cidades gastam 43% com funcionalismo, em média

O ministro do Planejamento, Martus Tavares, divulgou uma pesquisa com participação de 85% dos municípios brasileiros que já enviaram seus balanços ao Ministério da Fazenda. A pesquisa mostra que 99% das prefeituras arrecadam tributos em um total que supera as transferências do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). Outro resultado é que 94% dos municípios estão respeitando o limite de gastos com a folha de pessoal, que é de 60% das receitas correntes líquidas. Além disso, o gasto médio dos municípios com a folha de pessoal corresponde a 43% das receitas correntes líquidas. Martus disse também que 58% dos orçamentos têm superávit e 74% dos gastos são cobertos com recursos próprios. O ministro destacou que os municípios usam 27% de seus recursos para cobrir despesas com saúde e 22% com educação, somando 49% nessas duas áreas. "Aqueles que não querem cumprir (a LRF) não vão dizer, mas é isto que não querem mesmo. Querem manter os compromissos de campanha ou outros tipos de compromissos e arranjar um bode expiatório, mas não vão fazer da LRF um bode expiatório", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.