Cidade-patrimônio recebe R$ 1,8 mi após enchente

A cidade de Goiás Velho, destruída por enchentes no final de 2001, receberá da Presidência da República R$ 1,8 milhão para recuperar prédios e ruas. Pouco antes das enchentes, a cidade havia sido declarada patrimônio histórico da humanidade pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco). O crédito extraordinário para recuperar o patrimônio histórico foi anunciado hoje. Também receberão verbas suplementares o Ministério da Integração Nacional (R$ 18,2 milhões) e o Ministério do Esporte e Turismo (R$ 2,2 milhões). Os recursos do Ministério da Integração Nacional serão aplicados em ações emergenciais de defesa civil e serão divididos por região: Sudeste (R$ 10 milhões), Norte (R$ 3,4 milhões), Centro-Oeste (R$ 1 milhão) e Nordeste (R$ 1,8 milhão). Outros R$ 2 milhões serão usados em ações de caráter nacional. O governo também enviou ao Congresso projeto propondo a estruturação definitiva do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), que já existe há seis anos e distribuiu R$ 650 milhões a 1,2 milhão de famílias, em 1.506 municípios.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.