Chinaglia volta atrás e suspende sessão da Câmara nesta 4ª

Votação será suspensa a partir das 14 horas por causa da morte da ex-primeira-dama Ruth Cardoso

Denise Madueño, de O Estado de S. Paulo,

25 de junho de 2008 | 11h40

O presidente da Câmara, Arlindo Chinaglia (PT-SP), anunciou que suspenderá a sessão desta quarta-feira, 25, da Casa às 14 horas em homenagem à ex-primeira dama Ruth Cardoso, que morreu na terça à noite, em São Paulo. Entre meio-dia e 14 horas, Chinaglia espera votar projetos que tem acordo entre os líderes.   Veja também:Especial: cronologia da antropóloga Ruth Cardoso  Antropóloga, Ruth Cardoso era intelectual reconhecida 'Ruth Cardoso deu novo sentido ao papel de primeira-dama' Ruth foi mais que uma primeira-dama, dizem políticos Serra e Alckmin lamentam morte de Ruth Cardoso Lula diz que morte de Ruth 'é uma grande perda' para o Brasil Galeria de fotos da trajetória de Ruth Cardoso    A suspensão da sessão foi decidida depois que o líder do PSDB, José Aníbal (SP), fez nova solicitação a Chinaglia, argumentando que o regimento permite essa homenagem.   O presidente Luiz Inácio Lula da Silva deve decretar luto oficial, mas a informação ainda não foi confirmada. O velório de Ruth Cardoso acontece na Sala São Paulo, na capital paulista, até as 21 horas.

Tudo o que sabemos sobre:
Ruth CardosoCâmara dos Deputados

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.