Chinaglia quer financiamento para áreas de risco

O secretário de Implementação das Subprefeituras, Arlindo Chinaglia, disse hoje que precisa de um financiamento de cerca de R$ 70 milhões para investir nas áreas de risco da cidade de São Paulo. Segundo ele, o município tem atualmente 1.300 áreas de risco. "Vamos verificar a possibilidade de obter financiamento porque creio que será necessário, além das doações e parcerias que estão sendo feitas", disse Chinaglia ao chegar ao Palácio das Indústrias para uma reunião com a prefeita Marta Suplicy (PT) e demais secretários. "As tragédias se sucedem e temos que evitá-las."Chinaglia afirmou que o financiamento poderá vir de órgãos como o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e de organismos internacionais. Ele afirmou que deverá, durante a reunião, fazer um relato realista da situação de sua pasta, que foi encontrada "em estado de desordem generalizada", com falta de veículos, combustível e contratos. "Vamos prestar contas para a prefeita do que estamos realizando, do que encontramos e os resultados do primeiro mês de administração.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.