Chinaglia: 'Não há país democrático sem Parlamento'

Ao comentar o resultado da pesquisa CNT/Sensus, que avaliou a opinião dos eleitores sobre a extinção da Câmara e Senado, o presidente da Câmara, Arlindo Chinaglia (PT-SP), afirmou que "não há país democrático no Planeta onde não haja Parlamento". A pesquisa divulgada hoje mostrou que 12,6% dos entrevistados se manifestaram favoráveis à extinção da Câmara e do Senado.Chinaglia afirmou que a pesquisa reforça a necessidade de a Câmara trabalhar cada vez mais para que a sociedade tenha mais organização e poder de pressão sobre o Congresso Nacional. "Todas as vezes que o Parlamento esteve ou subjugado ou fechado, nós tivemos ditadura. Essa não é a minha praia", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.