Chinaglia lamenta morte de Gushiken e perda de um amigo

O líder do governo na Câmara, Arlindo Chinaglia (PT-SP), lamentou a morte do ex-ministro Luiz Gushiken e a "perda de um amigo". "O Brasil e todos nós perdemos um cidadão sensível, humano e comprometido com as causas sociais", disse ele, ao chegar no velório, em conversa com a imprensa.

ALINE BRONZATI, Agência Estado

14 de setembro de 2013 | 14h13

De acordo com Chinaglia, Gushiken foi bastante "testado" no movimento sindical e no próprio Partido dos Trabalhadores. "A partir do ano que Gushiken se afastou (por conta do câncer), foi uma grande perda da militância. Nós não o perdemos totalmente porque a troca de ideias foi sempre boa", disse ele.

Gushiken foi, na opinião de Chinaglia, um dos grandes dirigentes do PT não só porque foi presidente do partido, mas por ter estado na base da fundação da sigla. "Ele teve uma trajetória bastante rica e teve papel de exemplo", afirmou.

Mais conteúdo sobre:
Luiz GushikenmortePTChinaglia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.