Chinaglia discute candidatura à presidência da Câmara

O líder do governo na Câmara, Arlindo Chinaglia (PT-SP), candidato à Presidência da Casa, afirmou nesta terça-feira, depois de se reunir com cerca de 30 deputados petistas, que a tarefa é buscar o maior apoio possível à sua candidatura nos partidos da base e que também vai dialogar com a oposição. "A campanha é mais do que do PT", disse Chinaglia. "Estamos construindo uma candidatura da Casa". O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, tem defendido que a base aliada tenha um único candidato na disputa pela presidência da Câmara. Além de Chinaglia, disputa também o atual presidente da Casa, Aldo Rebelo (PCdoB-SP). Após a reunião, Chinaglia comentou a candidatura única à Camara. "Tudo o que eu responder sobre isso pode parecer arrogância ou que estou desistindo. Por isso, não vou responder nada", disse. "Posso dizer que estou em campanha e satisfeito com os resultados". Aldo, que passou a manhã em casa, também reuniu-se com seus aliados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.