Chinaglia destaca popularidade de Lula mas é contra 3o mandato

O presidente daCâmara dos Deputados, Arlindo Chinaglia (PT-SP), disse que apopularidade do presidente Luiz Inácio Lula da Silva reflete amelhor distribuição de renda e o crescimento na geração deemprego, mas declarou ser contrário a um terceiro mandato. Pesquisa CNT/Sensus divulgada nesta segunda-feira mostrouque 50,4 por cento da população apóiam uma mudançaconstitucional para que Lula possa se candidatar novamente. "Se as pessoas estão satisfeitas, elas tendem a pensar queesse tipo de governo tem que continuar e não fazem restriçõesao terceiro mandado", disse Chinaglia após abertura da feira detecnologia agropecuária Agrishow, em Ribeirão Preto, interiorde São Paulo "Mas vou dar a minha opinião: eu sou contrário ao terceiromandato, como fui contrário à reeleição. A rotatividade depoder é importante para a democracia, então eu não soufavorável a uma 'rereeleição' para quem quer que seja",declarou Chinaglia. Segundo o presidente da Câmara, o aumento da popularidadede Lula é consequência de indicadores não vistos há anos nopaís. "A distribuição de renda, seja através do salário mínimo,que tem o maior poder de compra dos últimos 30 anos, sejaatravés dos programas sociais..., fez com que a vida daspessoas tenha melhorado nos últimos cinco anos do governoLula... O Brasil gerou mais de 10 milhões de empregos, mais de8 milhões com carteira assinada", destacou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.