Chinaglia adia eleição do presidente do Conselho de Ética

O presidente da Câmara, Arlindo Chinaglia (PT), adiou para a semana que vem a eleição para escolher o novo presidente do Conselho de Ética. A votação estava prevista para esta quarta-feira, mas o líder do PR, deputado Luciano Castro, pediu para deixar para quarta-feira, 7."Pedi para adiar porque os partidos ainda não indicaram os deputados que vão para o Conselho", explicou Castro. Com o adiamento, o governo espera ganhar tempo para conseguir emplacar na presidência do Conselho um candidato de sua escolha e fiel ao Palácio do Planalto. Inicialmente, o PT queria a presidência do Conselho de Ética. Mas deverá abrir mão do cargo para o PR, ex-PL. Parte da bancada petista resiste em apoiar José Eduardo Cardozo para o cargo por considerá-lo muito independente. O deputado José Carlos Araújo (PR) deverá receber o apoio dos petistas na disputa. O atual presidente do Conselho, Ricardo Izar (PTB), é candidato à reeleição. "Estamos debatendo a alternativa de dar a presidência do Conselho para um outro partido aliado", admitiu o vice-líder do PT, Maurício Rands, ao deixar a reunião da bancada do partido. "Mas há uma ala do partido, na qual eu me incluo, que quer indicar um petista para o cargo. Acho melhor adiar a eleição para o Conselho."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.