China mantém queda de novos casos da Sars

A China informou nesta segunda-feira a morte de cinco pessoas por causa da Síndrome Respiratória Aguda Severa (Sars, na sigla em inglês), a pneumonia asiática, e 12 novos casos, sete deles em Pequim. Os novos números mantêm a tendência de queda da última semana no país. A incidência de novos casos em Pequim, cidade mais atingida pela pneumonia, caiu de 17 casos, no domingo, para sete nesta segunda.O país soma agora 289 mortos e 5.236 infectados. Desde o início do surto, em novembro do ano passado, 2.148 pessoas receberam alta dos hospitais que tratam a doença.Hong Kong também somou mais quatro mortes e um novo caso, desta vez em um bebê de quatro meses. Com a atualização dos dados, Hong Kong tem 251 mortos, 1.714 infectados e continua em segundo lugar no ranking de vítimas pela Sars.O Ministério da Saúde de Hong Kong declarou ainda que cerca de 4 mil crianças voltaram às aulas nesta segunda. Todas os alunos usaram mascaras para evitar a Sars. As escolas tiveram as aulas suspensas no final de março. Ao todo 634 pessoas morreram e pelo menos 7.700 foram infectadas. Para a Organização Mundial de Saúde um país só é declarado livre da epidemia se não apresentar um novo caso em 20 dias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.