China apóia aspiração brasileira sobre ONU, diz ministro

O ministro do Planejamento da China, Zhang Guobao, disse hoje que o governo chinês é favorável ao aumento da representatividade dos países em desenvolvimento no Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU). Segundo ele, a China, membro permanente do organismo, apóia a aspiração brasileira de desempenhar um papel mais importante no Conselho de Segurança. "A China tem sempre defendido que o Conselho de Segurança da ONU deva acompanhar constantemente as mudanças do tempo com reformas apropriadas e necessárias", disse Guobao. ?Tais reformas devemser feitas em conformidade com o princípio de distribuição regional, dando prioridade ao aumento da representatividade dos paísesem desenvolvimento", observou. Guobao ressaltou a importância do Brasil dentre os países em desenvolvimento e garantiuque a China "atribui alta relevância ao papel positivo do Brasil nos assuntos internacionais". Ele lembrou que China e Brasil têmrealizado uma cooperação estreita no âmbito da ONU. O ministro, que está no Brasil em visita oficial, concedeu entrevista coletiva em conjunto com o ministro do Desenvolvimento, Sergio Amaral, com o qual se encontrara momentos antes. O Brasil tem pleiteado a ampliação do Conselho de Segurança da ONU e a sua integração como membro permanente do organismo. Atualmente, apenas cinco países têm assento permanente naquele organismo: Estados Unidos, Rússia, China, França e Inglaterra.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.