Chile: candidatos à presidência participam de debate

Os nove candidatos à presidência do Chile participaram de um debate na televisão que terminou na madrugada desta quarta-feira. Durante o debate, a ex-presidente Michelle Bachelet, que segundo pesquisas de opinião pode vencer já no primeiro turno, não respondeu quando perguntada se é favorável a uma Assembleia Constituinte.

Agência Estado

30 Outubro 2013 | 16h06

Já sua rival Evelyn Matthei, ligada ao atual governo, prometeu um salário mínimo de 300 mil pesos (cerca de US$ 590) para trabalhadoras em situação vulnerável, aumento do valor da pensão para 1,2 milhão de aposentados e milhares de especialistas médicos para atender a população.

A estrutura do debate, que durou quase duas horas e meia, foi bastante rígida com perguntas e respostas que não deram lugar a interpelações entre os candidatos, apesar da grande quantidade de críticas, dirigidas principalmente a Bachelet, que preferiu não responder aos ataques. A segunda parte do debate acontece na noite desta quarta-feira.

O encontro entre os candidatos aconteceu poucas horas depois de o instituto de pesquisas Centro de Estudios Público (CEP) ter divulgado o resultado de uma pesquisa, segundo a qual Bachelet tem 47% das intenções de voto, seguida por Matthei, com 14%.

Bachelet precisa da metade dos votos mais um para vencer em 17 de novembro, resultado que obteria segundo o levantamento do CEP, já que tem quase 60% dos votos válidos.

Os demais candidatos são Franco Parisi, independente de direita; Marco Enríquez-Ominami, filho de um ex-guerrilheiro morto num confronto durante a ditadura militar (1973-1990) e que deixou o Partido Socialista para criar seu próprio movimento; Roxana Miranda, que representa movimentos populares; o ecologista Alfredo Sfeir; o independente Tomás Jocelyn-Holt; Ricardo Israel, do partido Regionalista dos Independentes, e Marcel Claude, do Partido Humanista. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
Chileeleição

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.