Chico Xavier é sepultado em Uberaba

O médium Francisco Cândido Xavier foi sepultado hoje à tarde no cemitério São João Batista, em Uberaba (MG). Mais de 30 mil pessoas acompanharam o cortejo. Considerado o maior líder espírita do mundo, Chico Xavier tinha 92 anos de idade e desencarnou no último domingo, vítima de uma parada cardíaca. No próximo dia 8 ele completaria 75 anos de mediunidade.O corpo de Chico Xavier foi velado por dois dias na Casa da Prece, local onde ele recebia todos os sábados centenas de pessoas do mundo inteiro. Durante os dois dias de velórios, 200 mil pessoas passaram pelo local. A fila para ver o corpo chegou a ter 4 quilômetros de extensão e a espera foi de aproximadamente 3 horas. Tudo isso para ficar não mais de cinco segundos à frente do caixão. Eram crianças jovens, idosos e deficientes. Aproximadamente 150 coroas de flores foram mandadas para o velório. Artistas, entidades assistenciais, políticos, empresários, líderes evangélicos e católicos além da comunidade, homenagearam o médium. A Legião da Boa Vontade mandou um coral composto por pessoas carentes. A igreja católica também se manifestou através de um cartão de condolências assinado pelo bispo emérito D. Benedito de Ulhoa Vieira. As obrasNascido em 2 de abril de 1910 em Pedro Leopoldo (MG), Chico Xavier começou a surpreender a família aos 4 anos de idade, quando explicou cientificamente o aborto provocado por uma vizinha. Em 1927, aos 17 anos de idade, participou pela primeira vez de uma sessão espírita. Em 1932 já publicava sua primeira obra psicografada: "Parnaso Do Além- Túmulo", uma coletânea de 59 poemas assinado por poetas ilustres já mortos.Dezoito anos depois já contava com um acervo invejável de 50 títulos publicados. Em 1959 aconteceu a mudança de Pedro Leopoldo para Uberaba. Segundo ele, "sob orientação dos benfeitores espirituais". Era o início de uma longa caminhada de atividades em prol de famílias carentes. Em 1981 teve o seu nome colocado à análise do Instituto Nobel para ser agraciado com a comenda " Nobel da Paz", na Suécia.No total, Chico deixa 412 livros psicografados que venderam mais de 25 milhões de exemplares. Todos com os direitos autorais cedidos à entidades assistenciais. A sua única fonte de renda era a aposentadoria de funcionário público federal. Ele foi datilógrafo do Ministério da Agricultura.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.