Cheia assusta moradores de comunidade quilombola em Alagoas

Dezenas de moradores da vila de Muquém só sobreviveram porque passaram a noite pendurados em duas grandes jaqueiras.

BBC Brasil, BBC

25 de junho de 2010 | 17h30

Há séculos a comunidade quilombola de Muquém, descendente direta do Quilombo dos Palmares, sobrevive na zona da mata alagoana, isolada do resto do mundo - de um lado, pela precariedade da estradas, do outro, pela de um lado forte correnteza do Rio Mundaú.

Mas as águas do Mundaú que protegem e alimentam a comunidade mostraram que também são uma ameaça à sua sobrevivência. Na semana passada, alguns dos moradores tiveram que subir em jaqueiras para sobreviver às enchentes.

Não foi a primeira vez que o rio invadiu as casas, ruas e terreiros dos quilombolas, mas os moradores não se lembram de nenhum episódio tão violento como o da semana passada.

Assista à reportagem de Paulo Cabral.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.