Chegam ao País primeiros vôos dos EUA desde 3ª

Chegaram esta manhã ao Brasil os primeiros vôos vindos dos Estados Unidos, que estavam totalmente interrompidos desde a última terça-feira em razão dos atentados terroristas em Nova York e Washington. Aterrissaram dois vôos operados pela Varig, que partiram de Miami. O primeiro deles teve como destino o Rio de Janeiro, onde desembarcaram 161 passageiros, às 5h50. O segundo pousou em São Paulo (Guarulhos) por volta das 7h, trazendo 212 passageiros. Um terceiro vôo da Varig, procedente de Nagóia (Japão) e que faria escala em Los Angeles, também chegou esta manhã ao Brasil, mas a escala foi feita em Tijuana (México).Não há previsão de quando as atividades regulares entre Brasil e Estados Unidos serão normalizadas. A Varig confirmou que o espaço aéreo norte-americano, depois de parcialmente liberado ontem à tarde, voltou a ser fechado à noite em Nova York. Com isso, as companhias dependem novamente de autorização por parte do Federal Aviation Administration (FAA).Desde terça-feira, nenhum vôo das companhias aéreas que operam rotas Brasil-EUA parte com destino ao território norte-americano.A TAM, que também opera vôos Brasil-EUA, comunicou que ainda não tem previsão de quando normalizará seus serviços. A companhia, que ainda não sabe precisar quanto amargará de prejuízos, também se disse no aguardo da liberação da FAA.A American Airlines também não sabe quando terá seus vôos normalizados. No fim da tarde de ontem, a companhia confirmou que nenhum de seus vôos decolariam daqui rumo aos Estados Unidos, ou de lá com destino ao Brasil.A companhia afirmou que apenas após às 16h de hoje terá um posicionamento mais seguro quanto à retomada dos serviços entre os dois países. Segundo a assessoria de imprensa da companhia, a previsão é de que um terço das operações da American Airlines voltem ao normal, 50% das da American Eagle (responsável pelos vôos regionais da companhia) e 65% da TWA, subsidiária da American que também opera em território norte-americano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.