Chefe da Casa Civil vai abrir temporada de festas juninas

A estratégia de apresentar a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, aos eleitores terá mais um capítulo inusitado. Convidada pelo deputado Wolney Queirós (PDT-PE), a ministra vai participar, em 30 de maio, da abertura da Festa de São João, de Caruaru. Evento tradicional do calendário de festas juninas, o evento reunirá cerca de 1,5 milhão de pessoas, ao longo de 40 dias de celebração.Para fugir da concorrência de outras festas, Dilma foi convidada para acompanhar a abertura, no Parque de Eventos da Cidade, quando acontecerão shows dos cantores Fagner e Elba Ramalho. A expectativa é de que esses shows reúnam 100 mil pessoas. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva também foi convidado, mas, ao contrário de Dilma, ainda não confirmou presença."Na campanha do ano passado, a ministra gravou mensagem de apoio para a candidatura de meu pai, José Queirós, que se elegeu prefeito. A mensagem foi muito bem recebida na campanha e agora queremos aprofundar a relação dela com a cidade", conta Queirós. Ele nega, porém, que a participação de Dilma na festa tenha como objetivo central um viés eleitoral."Na medida em que ela estará com 100 mil pessoas, é óbvio que poderá ter ganho político. Mas a ideia de fazer o convite a ela, ao presidente e a outros ministros é de aproximar os membros do governo com a cidade", afirma.EXPOSIÇÃOA partir do momento em que sua candidatura à sucessão de Lula se tornou praticamente um consenso dentro do partido, Dilma tem ampliado a sua exposição pública e aproveitado para participar de várias festas populares pelo Brasil afora. Um exemplo disso ocorreu no carnaval, quando acompanhou no Recife o desfile do Galo da Madrugada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.