Chávez elogia Lula e propõe ´potência mundial´

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, disse na madrugada desta quinta-feira, ao sair de um jantar com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva no Palácio da Alvorada, que o Brasil pode crescer muito mais. "Lula tirou o País de um marasmo econômico", disse o venezuelano. "É um País que tem todas as condições de ser uma potência mundial". De acordo com ele, a união entre Brasil, Venezuela e os demais países sul-americanos poderia resultar em "uma grande potência mundial". Chávez, que definiu a Venezuela como uma potência "média", afirmou que o Brasil tem um potencial muito maior. "É uma das maiores economias do mundo", afirmou. "A Venezuela já cresce mais de 10% há mais de 12 trimestres e o Brasil pode muito mais". O venezuelano disse ainda que os "próximos anos serão de um crescimento maravilhoso para o Brasil e para a América do Sul". Comemorações O presidente da Venezuela disse nesta quinta-feira que, durante o jantar, ele e Lula comemoraram suas respectivas vitórias nas urnas. De acordo com Chávez, a reeleição dele e de Lula "foi uma vitória da América do Sul", disse. Ao ser questionado, na saída do Palácio da Alvorada, sobre sua proposta de reeleição presidencial indefinida, Chávez disse que chegou a comentar o assunto com Lula, mas afirmou que "se isso for realidade, será uma decisão do povo". De acordo com o venezuelano, qualquer mudança constitucional precisa ser submetida à população, por meio de um referendo. Chávez destacou ainda que a idéia de viabilizar a reeleição por diversos mandatos consecutivos não é um projeto pessoal. De acordo com ele, esse é um tema que há dois anos alguém pôs em discussão e, por causa da campanha, voltou ao cenário. O presidente da Venezuela afirmou ainda que essa não é uma parte essencial de seu projeto de governo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.