Chávez diz que Bush é ´um cadáver político´

Com o punho levantado, o presidente venezuelano, Hugo Chávez, disse que não precisa sabotar a visita do presidente americano, George W. Bush, na América Latina porque ele "é um cadáver político". A declaração foi feita nesta sexta-feira, 9, em um protesto contra Bush, na capital argentina, liderado por Chávez. "O cavaleiro do Norte (Bush) exala o odor dos mortos e em pouco tempo se converterá em pó cósmico e desaparecerá de cena", disse o venezuelano a 20 mil pessoas no estádio do clube Ferrocarril. Ele estava acompanhado das Mães da Praça de Maio. O cenário era composto por bandeiras da Argentina e Venezuela, além de frases de protesto: "Pela unidade latino-americana", "Não ao FMI", "Fora Bush e o imperialismo". "O cavaleiro do norte deve estar, neste momento, aqui do outro lado do rio (da Prata), vamos saldá-lo com uma grande vaia. "Gringo, go home", gritou Chávez no meio de uma confusão de aplausos de movimentos de esquerda e organizações de bairro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.