Chávez convida Morales e Correa para ato contra Bush

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, convidou os colegas Rafael Correa, do Equador, e Evo Morales, da Bolívia, para participar de um ato contrário ao presidente americano, George W. Bush, que ele prepara em Buenos Aires, na Argentina.Com o apoio do presidente argentino, Néstor Kirchner, Chávez quer mostrar sua influência na região e disputar a atenção com Bush, durante sua visita aos países latino-americanos.Quando Bush chegar ao Uruguai, onde se reunirá com o presidente do país, Tabaré Vázquez, Chávez estará em um estádio de futebol portenho em um ato que contará com o apoio de desempregados que recebem subsídios do governo argentino. Também apóiam o protesto de Chávez alguns organismos de direitos humanos.Os detalhes do evento foram fechados nas últimas horas para que o venezuelano brilhe como inimigo público de Bush. Na sexta-feira, 9, às 18 horas, Chávez deve falar a uma platéia estimada entre 30 e 40 mil pessoas.As embaixadas do Equador e da Bolívia não confirmaram a presença de Correa e Morales, mas os organizadores do evento garantem que eles foram convidados. Kirchner, por sua vez, limita-se a apoiar o "amigo Chávez", mas sem presenciar o ato.Outros atosEssa será a terceira vez que Kirchner permite a Chávez realizar protestos contra Bush em seu país. A primeira foi em Mar del Plata, durante uma visita de Bush para participar da Cúpula das Américas, em novembro de 2005, quando o venezuelano organizou uma passeata, além da chamada anticúpula. A segunda foi em Córdoba, no ano passado, por ocasião da reunião de cúpula do Mercosul. Na ocasião, Chávez encabeçou um ato paralelo junto com Fidel Castro.Nas duas oportunidades, a Casa Rosada ofereceu todo o apoio logístico aos eventos, mas Kirchner evitou mostrar-se em ambos os atos. Fontes da organização desse novo protesto revelaram que Chávez desembarcará em Buenos Aires com cerca de 300 militares do exército bolivariano, responsáveis por sua segurança. Ele chegará a cidade na quinta-feira, 8.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.