Chapa de Alckmin fará reunião sobre queda em pesquisa

A queda de oito pontos porcentuais na mais recente pesquisa Datafolha levou o comando de campanha do tucano Geraldo Alckmin, da coligação "São Paulo, na Melhor Direção" (PSDB-PTB-PHS-PSL-PSDC), a programar para amanhã mais uma reunião de avaliação. "Vamos fazer um encontro para avaliar. Não é preciso mudar a campanha e não podemos perder o planejamento para ficar a reboque de uma situação momentânea como essa", disse o deputado federal Duarte Nogueira (PSDB-SP), ex-secretário de Agricultura do governo Alckmin e um dos coordenadores da campanha do ex-governador.Além da queda do tucano, a pesquisa Datafolha apurou crescimento dos adversários Marta Suplicy - coligação "Uma Nova Atitude para São Paulo" (PT-PCdoB-PDT-PTN-PRB-PSB) -, que vem liderando com folga a corrida à Prefeitura da capital paulista, e do prefeito e candidato à reeleição pela coligação "São Paulo no Rumo Certo" (DEM-PR-PMDB-PRP-PV-PSC), Gilberto Kassab, que cresceu três pontos porcentuais. O Datafolha apontou que a diferença entre Alckmin e Kassab caiu de 21 pontos para 10 pontos em apenas um mês. Pela pesquisa, Kassab tem 14% das intenções de voto dos paulistanos, Alckmin 24% e Marta 41%.Duarte Nogueira considerou que os ataques, mesmo que discretos, feitos a Alckmin nos programas de televisão e de rádio de Kassab "não são uma estratégia boa para ninguém". "A não ser que queiram perder a eleição, é melhor deixar as picuinhas de lado." Ainda a respeito dos ataques que vêm sendo feitos a Alckmin, nos programas da coligação do prefeito, o deputado federal disse que as pesquisas mostram que Alckmin é o único com chances de vencer Marta no segundo turno. "O único que tem chance de ganhar da Marta é o Geraldo. As fofocas só ajudam a petista."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.