Chance de racionamento de energia é de 80%

O secretário de Energia do Estado de São Paulo, Mauro Arce, que participou há pouco da reunião do Fórum de Secretários Estaduais de Energia na sede da Aneel, disse que as medidas que devem constar do plano de racionalização de energia são viáveis de serem executadas, mas não descartam a possibilidade de racionamento. Segundo Arce, as chances de não se ter um racionamento são de 20%, segundo o que foi apresentado aos secretários nos relatórios do Operador Nacional do Sistema Elétrico.De acordo com o secretário, a situação dos reservatórios é crítica e as medidas de racionalização têm o objetivo de evitar que a situação se agrave do ponto de vista econômico e social. Arce disse que ainda este ano entrarão em operação duas usinas termoelétricas no Estado de São Paulo - Piratininga e Cubatão -, com capacidade de geração de 400 MW.As medidas discutidas hoje com os secretários farão parte do plano de racionalização, que será anunciado ainda nesta tarde pelo ministro de Minas e Energia, José Jorge.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.