Cacalos Garrastazu/Divulgação
Cacalos Garrastazu/Divulgação

Chalita vai ao Rio gravar para campanha com Eduardo Paes

Candidato do PMDB pretende apresentar aos paulistanos propostas para segurança pública implementadas pelo prefeito na capital fluminense

Felipe Frazão, de O Estado de S. Paulo

14 de setembro de 2012 | 19h48

O candidato do PMDB à Prefeitura paulistana, Gabriel Chalita, decidiu colocar a imagem e projetos de governo do prefeito do Rio, Eduardo Paes (PMDB), na sua propaganda de TV no horário eleitoral. Chalita viaja nesta sexta-feira, dia 14, ao Rio para gravar na Central de Operações da cidade - sala de monitoramento e controle remoto por câmeras operadas pela equipe da prefeitura, que ele usou como base para propor a central Olho Vivo em São Paulo.

"Quero fazer a nossa central Olho Vivo um pouco parecida, mas com as especificidades de São Paulo", disse Chalita.

A proposta dele é centralizar as imagens transmitidas por câmeras de vigilância e dar informações para as polícias Civil e Militar, Guarda Civil Metropolitana, Corpo de Bombeiros, Defesa Civil, Samu e Companhia de Engenharia de Tráfego (CET).

O peemedebista não espera que seu correligionário carioca seja reconhecido pelos paulistanos na TV e "empreste" popularidade e intenção de voto com as quais lidera as pesquisas pela reeleição (54%) no Rio. Mas deseja criar um incômodo no ego do paulistano com a comparação direta com o desenvolvimento do Rio. A ideia é que, mesmo com orçamento menor, o Rio se desenvolve mais. "Quero mexer com o brio do paulistano. Mostrar que com orçamento duas vezes menor o Rio tem muito mais obras", disse Chalita.

Como o Estado revelou, os marqueteiros de Chalita estudavam desde março a participação de Paes na campanha paulistana. Faz parte da estratégia de discurso de Chalita elogiar a gestão peemedebista de Paes em parceria com o governador do Estado do Rio, Sergio Cabral (PMDB). Ligado ao dono da empreiteira Delta, investigada na CPI do Cachoeira, Cabral não tem aparecido na campanha de Paes. E ficará de fora da gravação de Chalita.

Outro programa de governo de Paes e Cabral, as UPAs 24horas foram apresentadas no propaganda de Chalita como a solução para desafogar as filas hospitalares. Para o programa, Chalita gravou com o prefeito de Bauru.

Em mudança recente no programa de TV, Chalita deixou de se apresentar como amigo da presidente Dilma Rousseff e do governador tucano Geraldo Alckmin. Peemedebistas estavam insatisfeitos com o discurso. O vice-presidente da republica, Michel Temer (PMDB), passou a dar depoimentos diários.

Candidato a prefeito de São Paulo pelo PSOL, o deputado Carlos Giannazi também já foi ao Rio gravar com o correligionário Marcelo Freixo, principal adversário de Paes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.