Chalita minimiza impacto eleitoral do apoio de Dilma a Haddad

Pré-candidato do PMDB afirma que eleições em SP não serão definidas pelos apoios

Débora Álvares, de O Estado de S. Paulo,

18 de maio de 2012 | 17h38

SÃO PAULO - No mesmo dia em que a presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva fizeram a primeira aparição pública junto a Fernando Haddad, pré-candidato do PT à Prefeitura de São Paulo, o pré-candidato do PMDB, Gabriel Chalita, disse não estar preocupado com o apoio dos dois à pré-campanha do petista. "A presidente tem uma aprovação fantástica mas eu não acho que as eleições em São Paulo serão decididas pelos apoios", disse.

Sobre a adesão do PHS e PRP à pré-candidatura de Celso Russomanno (PRB), Chalita afirmou que isso faz parte das eleições. E afirmou que ainda está negociando com outras legendas mas que, por enquanto, não tem novidades.

As declarações foram dadas após reunião do pré-candidato peemedebista com a presidência da Associação Paulista de Medicina. Segundo Chalita, ele procurou a entidade para ouvir as opiniões sobre as demandas do setor de saúde para a cidade.

Tudo o que sabemos sobre:
Eleições 2012abriel ChalitaPMDB

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.