Chalita anuncia desfiliação do PSDB para assinar com o PSB

Tucano mais votado nas últimas eleições municipais, vereador deseja se candidatar ao Senado em 2010

Rodrigo Alvares, estadao.com.br

24 de setembro de 2009 | 10h09

O vereador por São Paulo Gabriel Chalita (SP) anunciou na noite da última quarta-feira o desligamento do PSDB e o ingresso no PSB. Chalita informou, em nota oficial, que encaminhou o pedido de desfiliação ao presidente do Diretório Municipal do PSDB, José Henrique Reis Lobo. Em seu perfil no Twitter, escreveu na manhã desta quinta-feira que "Depois de muita reflexão resolvi deixar o PSDB. Sonho com uma ação política que privilegie o ser humano. Sou educador e carrego esse tema". Ele também declarou que assinará sua filiação ao novo partido em ato público a ser realizado na capital paulista na próxima semana.

 

Veja Também:

linkChalita vai a Brasília acertar detalhes para filiação ao PSB

linkNanicos ''alugam'' legendas para 2010

linkPT e parte do PMDB querem anunciar aliança em outubro

 

Chalita viajou na última quarta-feira (23) para Brasília, onde se reuniu com a direção do PSB e definir os últimos detalhes de sua filiação. De acordo com assessores, o vereador não tinha mais espaço no partido. Tucano mais votado nas últimas eleições municipais, Chalita deseja se candidatar ao Senado na eleição de 2010. No início desta semana, o vereador comunicou a decisão a dirigentes do PSDB - inclusive ao seu padrinho político, o ex-governador e secretário estadual de Desenvolvimento, Geraldo Alckmin.

 

No PSDB municipal, a saída de Chalita é vista com preocupação, dado o potencial do vereador em eleger um número elevado de deputados federais nas eleições do ano que vem. A proximidade de Chalita com a Igreja Católica também é dada como ponto forte de uma eventual candidatura ao Senado. "O Chalita não tem apoio de setores da Igreja Católica; tem apoio da instituição", detalhou um assessor do PSDB paulistano.

 

Mas o que mais preocupa setores do partido em São Paulo é que a saída de Chalita possa significar também a existência de um plano B para Alckmin, caso o ex-governador encontre resistência em lançar-se ao governo de São Paulo. "A inércia do PSDB em definir suas candidaturas acaba levando a essas movimentações", lamentou um assessor tucano.

 

Leia abaixo a íntegra da nota oficial:

                                                                        

Chalita anuncia ingresso no PSB

 

Informo ao povo de São Paulo que nesta data estou encaminhando ao presidente do Diretório Municipal do Partido da Social Democracia Brasileira – PSDB, o pedido de meu desligamento da legenda. Na próxima semana, em ato público a ser realizado nesta Capital, estarei me filiando ao Partido Socialista Brasileiro - PSB.

 

A justificativa de minha atitude, que devo principalmente aos mais de 100 mil eleitores paulistanos que me levaram à honrosa condição de vereador mais votado do Brasil, é de natureza essencialmente político-programática.  Mudo de legenda em busca de espaço adequado, que não encontro na atual, para lutar pelas propostas em que acredito: escola de tempo integral para as redes públicas, instrumento necessário à diminuição das desigualdades sociais; currículos que privilegiem habilidades cognitivas, sociais e emocionais que atendam à complexidade do ser humano; obrigatoriedade do ensino médio, como alavanca das potencialidades dos jovens; integração família-escola como elemento essencial à realização da verdadeira Educação, aquela que promove a dignidade do Homem.

 

Em termos de gestão pública, fiel a políticas sociais de inspiração humanística quero continuar acreditando no sonho de cuidar da pessoa toda e de todas as pessoas.

 

Questões relacionadas à nova vida partidária e a perspectivas eleitorais serão decididas e anunciadas no devido tempo.

 

Afastar-me da legenda que me lançou na vida pública  não foi uma decisão fácil. Mas até por isso não a tomei sozinho. Amparei-me na irrestrita solidariedade de pessoas e grupos que sempre apoiaram e orientaram minha atuação como homem público. Estou à vontade e confiante, portanto, para dar esse passo que espero transformar em avanço na conquista de melhores condições de ensino e de vida para minha cidade, meu Estado e meu País.

 

São Paulo, 24 de setembro de 2009

Vereador Gabriel Chalita

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.