Chalita admite conversas com PSB e PV para disputar Senado

Vereador paulistano diz que ainda há tempo para se decidir que vai ouvir "pessoas de bem" antes

AE,

13 de setembro de 2009 | 14h43

O vereador Gabriel Chalita (PSDB), o mais votado em São Paulo nas últimas eleições, confirmou neste domingo, 13, em sua página no Twitter que recebeu um convite para se filiar ao Partido Socialista Brasileiro (PSB) e que tem mantido conversas também com o Partido Verde (PV), com vistas a uma candidatura ao Senado em 2010. A coluna Holofote, da revista Veja desta semana, dá como certa a entrada do vereador no PSB. No internet, Chalita disse que ainda há tempo para se decidir que vai ouvir "pessoas de bem" antes.

 

Nas mensagens que tem trocado com seus seguidores na rede de relacionamentos, Chalita queixou-se da falta de espaço em sua legenda. "Nunca me neguei a conversar com o PSDB. Já fiz muitos movimentos nesse direção. (...) Acho que os partidos não têm o direito de destruir as pessoas... saudades da democracia do Montoro", escreveu. A principal queixa é sobre uma possível aliança dos tucanos em São Paulo com o PMDB no ano que vem. A legenda apoiaria o candidato a governador do PSDB e ficaria com a candidatura ao Senado, que deverá ser do ex-governador Orestes Quércia.

 

Na última sexta-feira, 11, o presidente do PSDB paulista, deputado federal Antonio Carlos Mendes Thame, ameaçou os descontentes do partido, em entrevista à Agência Estado. "Se uma outra legenda tirar alguém do PSDB que tenha mandato, o partido vai cobrar esse mandato na Justiça, isso é respeito à fidelidade partidária, o mandato é do partido."

Tudo o que sabemos sobre:
Gabriel ChalitaPSBPVeleições

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.