CGU veta ex-assessora de Lula no serviço público

A Controladoria Geral da União decidiu destituir em definitivo do cargo a ex-chefe do Gabinete Regional da Presidência da República em São Paulo, Rosemary Noronha. A decisão, anunciada nesta terça-feira, 24,, impede que Rosemary exerça qualquer outro cargo público por pelo menos cinco anos.

AYR ALISKI, Agência Estado

24 de setembro de 2013 | 19h01

A ex-chefe de gabinete é uma das acusadas na operação Porto Seguro, da Polícia Federal, que investigou venda de pareceres e tráfico de influência no governo federal e foi acusada de formação de quadrilha. Na época do escândalo, em dezembro do ano passado, Rosemary pediu exoneração do cargo. Ainda assim, foi aberto um Processo Administrativo Disciplinar (PAD) pela CGU para investigar sua conduta.

De acordo com o relatório do PAD, cujo teor foi publicado nesta terça pela "Folha de S. Paulo", Rosemary foi considerada culpada de receber vantagens indevidas oferecidas pelos irmãos Paulo e Rubens Vieira, indicados por ela e nomeados, respectivamente, diretores da Agência Nacional de Águas (ANA), e da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). A servidora seria responsável por falsificações de documentos e tráfico de influência.

A decisão do PAD é transformar a exoneração em destituição, o que equivale, para servidores de cargos em comissão, à demissão e suspensão do direito de ocupar cargos públicos. A decisão será publicada nesta quarta-feira, 25, no Diário Oficial da União.

Chefe de gabinete do escritório em São Paulo no governo de Luiz Inácio Lula da Silva, Rosemary era muito próxima do ex-presidente e foi mantida no cargo por Dilma Rousseff a pedido dele, apesar de não ter a simpatia da presidente. Depois de seu envolvimento no escândalo, Rosemary perdeu cargo, influência e a simpatia de Lula.

Dilma chegou a cogitar o fechamento do escritório em São Paulo, mas voltou atrás. Em julho deste ano, nomeou Nilza Fiuza, ex-assessora dos deputados Luiz Eduardo Greenhalgh e Edinho Silva e ex-controller do time do Corinthians, para o cargo.

Tudo o que sabemos sobre:
Rosemary NoronhaCGU

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.