CGU demite servidores por improbidade

A Controladoria-Geral da União demitiu, sob a acusação de improbidade administrativa, o ex-superintendente Nacional de Repasses e Produtos da Caixa Flávio José Pin, preso em 2007 na Operação Navalha. Também foram demitidos o ex-coordenador de projetos dos Correios Edilberto Petry (acusado de improbidade) e o engenheiro Eldon Arrais de Lavor, do Dnocs, acusado de enriquecimento ilícito. O advogado de Pin, Adelino Tucunduva, afirma que a decisão é uma "truculência jurídica" e recorrerá. Para Ayrton Nóbrega, que defende Petry, houve truculência por parte da CGU. O Estado não encontrou o advogado de Lavor.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.