Cesp vai assinar acordo com BNDES em breve, diz Alckmin

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), disse hoje que a assinatura de um contrato de financiamento de R$ 1,2 bilhão com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para a Companhia Energética de São Paulo (Cesp) deve ocorrer nos próximos dias. De acordo com Alckmin, "os termos do financiamento já foram negociados e está tudo OK".Ele lembrou que já foi aprovada pela Assembléia Legislativa a destinação de garantias do Estado para o financiamento. "Tenho a impressão de que a assinatura acontecerá em questão de dias", afirmou o governador em entrevista coletiva, após visita à Fundação Gol de Letra, mantida pelos ex-jogadores Raí e Leonardo na Zona Norte da capital paulista.Os recursos do financiamento, conforme havia informado o governo paulista, serão utilizados para a amortização das dívidas da Cesp com o próprio BNDES e o Tesouro Nacional. A Cesp tem um endividamento de cerca de US$ 3,5 bilhões, de acordo com dados da Secretaria de Energia, Saneamento e Recursos Hídricos do Estado. Somente o serviço da dívida da concessionária estatal paulista com o Tesouro deve ser de US$ 300 milhões em 2004, segundo os dados da secretaria.Novos financiamentos - O governador ressaltou a importância de o País contar com novos investimentos para que o crescimento econômico possa ser alavancado, ao comentar notícias de que o BNDES resiste em oferecer a grupos multicionais condições semelhantes às concedidas a empresas brasileiras. "Se o País apresentar um crescimento forte e não contar com novos investimentos, vai haver inflação, pois haverá uma demanda que não será atendida", alertou Alckmin.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.