Cesar Maia minimiza disputa interna no PSDB

O prefeito do Rio de Janeiro, Cesar Maia, do PFL, avalia que a disputa interna do PSDB para definir seu candidato à sucessão presidencial poderá causar prejuízos à candidatura tucana ao governo de São Paulo, que está paralisada aguardando a definição do nome do partido para a disputa pelo Palácio do Planalto. Para Cesar Maia, esse processo pode facilitar a vida dos adversários do PSDB na disputa pelo governo estadual, que está sob controle tucano desde 1995."Creio que este estressamento no PSDB pode até não prejudicar a candidatura presidencial pois termina produzindo mais exposição dos nomes. Mas vai afetar gravemente a candidatura do PSDB a governador de São Paulo", diz Maia. "São Paulo é economicamente maior que o México, Argentina e o resto do Brasil. É como se fosse um presidente de país desenvolvido sem Forças Armadas e sem Medida Provisória. O tempo está passando e são cinco pré-candidatos do PSDB. Nenhum com visibilidade. Vão entregar de mão beijada à Marta Suplicy o governo de São Paulo", avalia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.