Cerca de 800 sem-terra invadem sede do Incra em Fortaleza

Famílias de agricultores ligados ao Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST) invadiram nesta segunda-feira a sede do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), no Ceará. Acampados desde o dia 21 deste mês em frente à sede do órgão, na Avenida José Bastos, em Fortaleza, eles decidiram ocupar o prédio como forma de pressão para que suas reivindicações sejam atendidas. Não houve resistência por parte da segurança. Os manifestantes entraram de forma pacífica. Os sem-terra garantem que saem do prédio depois que as negociações avançarem. O acampamento no meio da avenida começou com 600 sem-terra e hoje já são são cerca de 800. De acordo com a direção estadual do MST, os manifestantes querem que seja cumprida a meta do Plano Regional de Reforma Agrária, que é assentar 2.000 famílias até o final deste ano. Nos sete primeiros meses, segundo o MST, foram assentadas aproximadamente 70 famílias. Eles também pedem agilidade no processo de desapropriação de 22 acampamentos cearenses e assistência técnica e financeira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.