Cerca de 40% dos fiscais da Receita aderem à greve

O Ministério do Planejamento divulgou à noite umbalanço sobre a greve dos servidores segundo o qual a paralisação se concentrou nas categorias dos fiscais da Receita Federal e da Previdência Social, além das universidades. O índice de adesão nessas áreas, conforme o levantamento oficial, foi de 40% e 50% respectivamente.No Distrito Federal, ressalta o Planejamento, a paralisação teria atingido no máximo 10%. Durante a tarde, o secretário da Receita Federal, Jorge Rachid, chegou a dizer que o órgão estava funcionando normalmente, mas nos Estados várias unidades paralisaram. ?Pelas informações que chegaram até agora, há operação normal. Não recebi nada diferente disse?, disse Rachid.O Banco Central, por sua vez, informou que a adesão à greve dos servidores foi de 90% no Rio e 44% em Salvador. O BC enfrentou problemas principalmente com a paralisação do Departamento de Meio Circulante nos Estados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.