Cerca de 150 fazem ato contra CPI da Petrobras em SP

Cerca de 150 pessoas ligadas a entidades de movimentos popular, sindical e estudantil realizam hoje uma manifestação em defesa da soberania nacional e das riquezas do pré-sal em frente à sede da Petrobras, na Avenida Paulista, em São Paulo. "A mobilização servirá para conscientizar a sociedade sobre a importância da Petrobras e dos perigos que a empresa corre com essa Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que a direita quer emplacar visando, única e exclusivamente, a eleição de 2010", declarou o líder petroleiro Antonio Carlos Spis, membro da executiva nacional da Central Única dos Trabalhadores (CUT) e da Coordenação dos Movimentos Sociais (CMS).

FABIANA MARCHEZI, Agencia Estado

19 de junho de 2009 | 12h28

Ontem, um acordo entre governo e oposição definiu a instalação da CPI da Petrobras para o dia 30 de junho. Pelo acordo, o líder do PSDB no Senado, Arthur Virgílio Neto (AM), irá entregar na próxima semana à base aliada a relatoria da CPI das Organizações Não-Governamentais (ONGs), com o compromisso do governo de que no dia 30 de junho será instalada a comissão que irá investigar desde contratos para a construção de plataformas de petróleo até o pagamento de impostos pela estatal.

Tudo o que sabemos sobre:
CPI da PetrobraspasseataSP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.