CENÁRIO: A ordem é disputar espaço no debate

Em entrevista a blogueiros no início de abril, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva mandou o recado: "Dilma tem que falar, os ministros têm que falar, temos que disputar espaço". A partir de então o Planalto pôs em marcha uma operação de comunicação em que ministros petistas se tornaram, para além de suas funções administrativas, porta-vozes de suas respectivas áreas no debate com a oposição.

Caio Junqueira, O Estado de S.Paulo

16 Junho 2014 | 02h05

O fenômeno já dura mais dois meses. Além do titular da Casa Civil, Aloizio Mercadante, que convocou a imprensa ontem em meio ao plantão de monitoramento da Copa, já deixaram seus gabinetes com o mesmo propósito Teresa Campello (Desenvolvimento Social) , José Eduardo Cardozo (Justiça), Ricardo Berzoini (Relações Institucionais), Guido Mantega (Fazenda) e Miriam Belchior (Planejamento). Todos com a missão de utilizar a visibilidade que os cargos lhes conferem para ampliar os canais formais de comunicação com o eleitorado e, de quebra, deixar que Dilma e o comando da campanhaescolham os embates que ela deve diretamente enfrentar.

Mais conteúdo sobre:
eleições 2014

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.