Celso Amorim se filiou ao PT, afirma Berzoini

No dia em que o presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, assina sua filiação ao PMDB, o partido perde o ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, que se filiou ao Partido dos Trabalhadores, segundo informou o presidente do PT, Ricardo Berzoini. Amorim, que está envolvido nas negociações em torno da crise em Honduras, não tem ainda pretensão de disputar um cargo eletivo.

JOÃO DOMINGOS, Agencia Estado

30 de setembro de 2009 | 11h42

Segundo Berzoini, o ministro informou que, se a oportunidade surgir, discutirá com o PT. O domicílio eleitoral de Amorim é Teresópolis, no Rio de Janeiro. No PMDB, partido ao qual Celso Amorim se filiou por causa do ex-deputado Ulysses Guimarães, nunca teve militância partidária.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.