Celebração da Semana Santa terá funk "Tá tudo abençoado"

As celebrações da Semana Santa intensificam-se nesta quinta-feira com o fim da Quaresma e a missa do Lava-Pés, que ocorre em igrejas de todo o mundo.A cerimônia da Quinta-Feira Santa simboliza a humildade, e os sacerdotes repetem o gesto de Jesus, que lavou os pés dos apóstolos antes da última ceia. Em São Paulo, as missas serão à noite em todas as 280 paróquias. O arcebispo de São Paulo, cardeal Cláudio Hummes, presidirá a celebração na Igreja da Consolação, às 20 horas. O arcebispo emérito d. Paulo Evaristo Arns celebrará a missa do Lava-Pés no Hospital do Jaçanã, às 19 horas.No novo Santuário do Terço Bizantino, o padre Marcelo Rossi e o bispo d. Fernando Figueiredo farão juntos a cerimônia, também às 20 horas. Na Sexta-Feira da Paixão não há missas. Os ritos que antecedem a tradicional Procissão do Senhor Morto começam às 15 horas em todas as igrejas. A Diocese de São Miguel Paulista promove no sábado a 17ª Caminhada da Ressurreição, que tem um caráter bem menos rígido do que as procissões da sexta-feira.A celebração começa às 23 horas na Basílica de Nossa Senhora da Penha. A caminhada, acompanhada principalmente por jovens, percorre 13 quilômetros para anunciar a ressurreição de Jesus e propor uma vida nova aos fiéis.Quatro trios elétricos animam a cerimônia. Este ano haverá o "funk católico", que troca o jargão "Tá tudo dominado" pelo "Tá tudo abençoado".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.