CEF vai investigar violação do sigilo de Nildo

A Caixa Econômica Federal informou, em nota para a imprensa, que instaurou "procedimento de investigação visando apurar, no âmbito interno, eventuais responsabilidades pela divulgação de informações a respeito da conta de poupança do cliente Francenildo dos Santos Costa". De acordo com notícias publicadas nos últimos dias, Francenildo, que afirmou que o ministro da Fazenda, Antonio Palocci, freqüentava mansão de Brasília onde se reuniam lobbistas suspeitos, recebeu em sua conta na Caixa, desde janeiro, cerca de R$ 25.000,00, que teriam sido depositados por Eurípides Soares, empresário piauiense que ele afirma ser seu pai legítimo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.