CDHU abre inscrições para compra da casa própria para policiais

O governo do Estado, por meio da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano do Estado de São Paulo (CDHU), em conjunto com a Secretaria de Estado da Segurança Pública, abriu inscrições para policiais interessados em comprar a casa própria. Profissionais das Polícias Civil, Militar e Científica podem se cadastrar de 2 a 13 de maio por meio de formulários, que estão sendo distribuídos nos locais de trabalho dos policiais, ou ainda pela internet. É preciso que os policiais tenham, no mínimo, um ano de trabalho na polícia, não sejam proprietários de nenhum imóvel, não sejam mutuários de qualquer agente financeiro, possuam renda de até 13 salários mínimos, tenham família constituída e residam ou trabalhem no município onde se localiza o imóvel.O governo de São Paulo está investindo R$ 150 milhões no programa. Os policiais poderão pleitear unidades habitacionais da CDHU, quando houver um empreendimento da companhia em construção ou em fase de licitação nos municípios onde o policial resida ou trabalhe. A outra opção é o sistema de carta de crédito, pelo qual terão direito a financiamento de um imóvel residencial novo ou usado com recursos da CDHU.A carta de crédito terá validade de 30 dias, renováveis por mais 30, se necessário, e seu valor é de, no máximo, R$ 25 mil para a região metropolitana de São Paulo e R$ 20 mil para o interior do Estado. Outras informações sobre o programa podem ser obtidas nos escritórios da CDHU ou pelo telefone 0800-7070443.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.