CCJ do Senado chama ex-presidente da Previ para depor

Senadores querem explicações sobre existência de suposta 'fábrica de dossiês' no fundo de pensão

Rosa Costa, de O Estado de S.Paulo,

11 de agosto de 2010 | 12h56

BRASÍLIA - A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado aprovou nesta quarta-feira, 11, o requerimento que convida para depor Sérgio Rosa, o ex-presidente do fundo de pensão Previ, do Banco do Brasil. O colegiado também convidou o ex-gerente de Planejamento do fundo de pensão Geraldo Santiago. A senadora Kátia Abreu (DEM-TO) quer que ambos expliquem denúncia feita em matéria publicada esta semana pela revista Veja sobre a suposta "fábrica de dossiês" que teria sido montada nas dependências do fundo para espionar e constranger adversários políticos do governo petista.

Foi aprovado também outro requerimento do senador Alvaro Dias (PSDB-PR) convidando para audiência pública na CCJ o corregedor-geral da Receita Federal, Antônio Carlos Costa D''Ávila Carvalho, para explicar o vazamento de dados fiscais do vice-presidente do PSDB, Eduardo Jorge Caldas Pereira.

Na sessão que terminou no início desta tarde, o presidente da CCJ, senador Demóstenes Torres (DEM-GO), leu carta da analista da Receita Antônia Aparecida Rodrigues Neves Santos recusando o convite para falar sobre o vazamento de dados fiscais de Eduardo Jorge. Ela afirma que a sua senha foi utilizada indevidademente, além de que estaria impedida de falar sobre o assunto para não prejudicar as investigações.

Demóstenes Torres também leu comunicado do ex-funcionário do Palácio do Planalto Demétrius Sampaio Felinto pedindo o adiamento da audiência pública marcada para hoje em que falaria sobre o vídeo que comprovaria um encontro entre a ex-secretária da Receita Lina Vieira com a então ministra-chefe da Casa Civil e hoje candidata à Presidência da República, Dilma Rousseff (PT). A nova data, segundo Alvaro Dias, autor do requerimento, ainda será marcada. A comissão só volta a se reunir novamente na última semana deste mês.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.