CCJ do Senado aprova nome de Rosa Weber para o STF

O nome da ministra do Tribunal Superior do Trabalho (TST) Rosa Maria Weber Candiota da Rosa foi aprovado por 19 votos favoráveis e três contrários para uma vaga no Supremo Tribunal Federal (STF), em votação que ocorreu na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) do Senado. Ela foi indicada para ocupar a vaga que foi aberta com a aposentadoria da ministra Ellen Gracie Northfleet.

FELIPE RECONDO, Agência Estado

06 de dezembro de 2011 | 16h35

A aprovação ocorreu depois de uma sabatina de mais de seis horas. Senadores de oposição fizeram uma série de perguntas sobre temas como Direito Penal, área em que ela nunca atuou. Rosa, há mais de 30 anos, é juíza do Trabalho. Durante a sabatina, ela se declarou favorável à proposta que permite o início do cumprimento da pena após o julgamento na segunda instância da Justiça. Atualmente, somente depois do trânsito em julgado do processo, o que pode demorar anos e passar por quatro instâncias, é que a pena pode começar a ser cumprida. A indicação do nome de Rosa Maria Weber foi encaminhada ao plenário do Senado e pode ser votada ainda hoje.

Tudo o que sabemos sobre:
judiciáriosabatinaSTF

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.