CCJ do Senado aprova fim do voto secreto no Congresso

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado aprovou o substitutivo do senado José Eduardo Dutra (PT-SE) à proposta de emenda constitucional do senador Tião Viana (PT-AC) que acaba com o voto secreto. Viana previa votação aberta apenas nas sessões de decisão sobre perda de mandato de deputados e senadores. Dutra ampliou a iniciativa, estipulando que o voto secreto não poderá mais ser utilizado em nenhuma votação da Câmara, Senado ou nas sessões conjuntas do Congresso. A CCJ também aprovou proposta de emenda constitucional do senador Bernardo Cabral (PFL-AM) que prevê o aumento do número de deputados estaduais nos Estados cujas capitais tiverem um número de vereadores maior do que o de deputados. As duas propostas terão ainda de ser examinadas no plenário do Senado e, se aprovadas, serão submetidas aos deputados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.