CCJ aprova relatório contra Renan por 20 votos a 1

O relatório do presidente do PSDB, senador Tasso Jereissati (CE), que considerou legal e constitucional o processo contra o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), por quebra de decoro parlamentar, foi aprovado por 20 votos a 1 na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado. O processo agora será encaminhado à Mesa Diretora em forma de projeto de resolução. A previsão é de que na próxima quarta-feira o plenário do Senado se reúna em sessão secreta para votar, também secretamente, a proposta de cassação do mandato de Renan. Apenas o senador Wellington Salgado (PMDB-MG) votou contra o relatório de Tasso.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.