Catedral do século 4 desenterrada no sul da França

Trabalhadores que construíam um complexo de mídia, em Arles, sul da França, encontraram nas escavações uma catedral do século 4 que, acredita-se, é a primeira dessas construções na antiga Gália. Arqueólogos, que desceram ao subsolo do sítio, maravilharam-se com seus preciosos tesouros, como mosaicos delicados e pisos de mármore.?Historicamente, isto é importante. Temos uma igreja paleo-cristã que está extremamente bem conservada, com vestígios acessíveis ao nível do coro?, disse Frederic Raynaud, do Instituto Arqueológico de Pesquisas Preventivas.?Os mosaicos são tão frágeis que estamos trazendo para cá especialistas em restauração?, disse numa entrevista hoje. ?O piso é decorado com mármore branco e cinza disposto em fileiras?, acrescentou.As ruínas foram desenterradas há cerca de duas semanas, durante a escavação para a construção de um centro de mídia que custará US$ 5,8 milhões. A prefeitura de Arles, que o está patrocinando, não sabe ainda como proceder.Os arqueólogos, ansiosos para garantir a preservação da catedral, anunciaram a descoberta antes a prefeitura interferisse.?Nós temos um projeto de desenvolvimento econômico de um lado e, de outro, somos confrontados com uma descoberta excepcional?, disse Bouzid Sabeg, o diretor de patrimônio da cidade. ?Queremos achar uma solução que satisfaça os dois lados.?As ruínas romanas ainda são visíveis em Arles, na Bouche du Rhone, região a cerca de 100 km a oeste de Marselha. Entretanto, a cidade também se tornou um importante centro eclesiástico no século 4.O trabalho no sítio arqueológico está longe de terminar, disse o arqueólogo Emilie Leal.?Tudo está para ser feito. Não temos absolutamente nenhuma compreensão da real função desta basílica?, acrescentou, sugerindo que descobriu-se apenas a ponta do icebergue. ?Não podemos falar de um edifício autônomo. Isto é um complexo.?Jean-Maurice Rouquette, chefe da curadoria dos museus de Arles, conta que durante o período paleo-cristão, uma diocese com um bispo estava situada em cada cidade romana. ?O bispo era o centro de tudo. Ele batizava, distribuía sacramentos?, lembrou. Entretanto, o sistema acabou no século 6, quando o bispo de Arles entregou seus poderes às paróquias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.