Cassol é denunciado ao STF por fraude

O procurador-geral da República, Antonio Fernando de Souza, ofereceu denúncia ao Supremo Tribunal Federal contra o governador de Rondônia, Ivo Cassol (foto), do PPS, o senador Expedito Júnior (PR-RO) e mais 11 pessoas, entre elas delegados da Polícia Civil, por corrupção eleitoral. Alguns também são acusados de formação de quadrilha e coação de testemunhas. O objetivo da suposta compra de votos seria favorecer os então candidatos Expedito e Cassol, nas eleições de 2006, mediante pagamento de R$ 100 a quase mil eleitores.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.