Casseta e Planeta /DIVULGAÇÃO
Casseta e Planeta /DIVULGAÇÃO

Casseta 'protesta' contra comparação do Brasil com as 'Organizações Tabajara'

Gilmar Mendes havia dito mais cedo que País estava se tornando uma 'grande Organização Tabajara'; depois do tweet de Helio de La Peña, ministro entrou na brincadeira e se desculpou

Isadora Peron e Breno Pires, O Estado de S.Paulo

29 de maio de 2017 | 22h09

BRASÍLIA - O humorista Helio de La Peña, um dos integrantes do grupo Casseta & Planeta, rebateu, no Twitter, a afirmação feita nesta segunda-feira, 29, pelo presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, de que o Brasil estava se tornando uma "grande Organização Tabajara”.

"As Organizações Tabajara protestam contra comparações chulas e fantasiosas. Nossos advogados serão acionados", disse o humorista nas redes sociais, retuitando a matéria do Estado.

O ministro - que fez a primeira postagem na rede social nesta segunda-feira - entrou na brincadeira e enviou uma resposta a de La Penã, também pelo Twitter. "Me desculpem as Organizações Tabajara, não queria ofender", disse.

As Organizações Tabajara foram uma empresa fictícia criada pelo programa Casseta & Planeta, que foi transmitido por mais de dez anos pela Rede Globo. Inspirada em comerciais de produtos importados de televendas, a "empresa" oferecia produtos e serviços esdrúxulos, como  a Galocha para Natação Tabajara, o Super Turbo Plus Tony Ramos Hair Aspirator Tabajara e o Social Canapé Apanhator Tabajara.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.