Casos de dengue continuam crescendo no Rio

Apesar de o fim da epidemia de dengue ter sido anunciado pelas autoridades de saúde, o Rio de Janeiro continua registrando crescimento no número de doentes. Apenas na última semana, a cidade teve 7.951 casos novos, segundo um levantamento feito a partir do relatório diário da Secretaria Municipal de Saúde. No total, desde o início do ano, foram notificadas 67.867 vítimas na capital. Os doentes cariocas representam cerca da metade do total do Estado (129 mil). O município do Rio também teve o maior número de mortes em decorrência da doença - 29 das 47. Mas o balanço estadual já demonstra um possível desaquecimento da epidemia. O mês de março teve 31 mil casos da doença, bem abaixo dos 42 mil registrados em janeiro e dos 57 mil, em fevereiro. A Fundação Nacional de Saúde (Funasa), órgão do Ministério da Saúde, já começou a fazer um balanço final da operação contra o mosquito da dengue que realiza no Rio desde o início de fevereiro. Mais de mil agentes de saúde importados de outros Estados visitam domicílios com a ajuda de outros mil militares do Exército e da Marinha. A operação contra o Aedes aegypti (o transmissor do vírus da dengue) deve ser interrompida no fim deste mês e a Funasa avalia que a luta contra o mosquito no Rio foi um sucesso e já mostrou que conseguiu controlar o surto.A Funasa quer levantar quantas casas e prédios foram visitados no período que durou a operação e se houve queda na infestação pelo mosquito no Estado do Rio. A expectativa inicial era visitar 500 mil domicílios a cada 30 dias. Então, nos dois meses iniciais (fevereiro e março), o órgão do ministério esperava conseguir atingir 1 milhão de casas. Esta semana a Funasa promete divulgar o balanço final da operação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.