Caso Renan será votado na quarta, em votação secreta

A sessão extraordinária que vai definir o futuro do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), foi marcada para quarta-feira, às 11 horas. A sessão que vai votar o projeto de resolução de perda de mandato do peemedebista será secreta, assim como a votação, conforme prevê a artigo 197 do regimento interno da Casa. Além de Calheiros e dos demais 80 senadores - todos com direito a voto -, poderão participar da sessão, o advogado do PSOL - partido autor da representação contra o presidente da Casa - e o de Calheiros. O senador é acusado de ter suas despesas pessoais pagas, incluindo pensão para a jornalista Mônica Veloso, com quem tem uma filha fora do casamento, pelo lobista da Mendes Júnior, Cláudio Gontijo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.